TAO PILATES
 Boa tarde,  
Seja bem vindo a TAO PILATES.

Newsletter TAOPILATES






11/04/2016
Exercício e depressão





Você sabia que exercícios físicos constituem uma forma terapêutica bastante efetiva no tratamento da depressão?

Há décadas que sabemos que mesmo uma única sessão de exercícios é capaz de elevar o humor de um indivíduo. Sabemos, também, que a atividade física está associada com a redução dos sintomas de depressão e ansiedade. Um estudo americano de larga escala (incluindo quase 8100 indivíduos), por exemplo, demonstrou que a prática regular de exercícios físicos estava associada com uma redução significante na prevalência de depressão e ansiedade.

Contudo vocês devem estar se questionando sobre o “poder de inferência” de estudos de associação. Não é possível estabelecer causa e efeito a partir destes estudos, de forma que alguns poderiam inferir que é o exercício que causa a diminuição da depressão, enquanto outros advogariam sob o argumento de que a depressão, e o consequente estado de apatia é que torna o indivíduo menos ativo…é a maldita história do ovo ou da galinha, ou da bolacha Tostines, para os mais velhos experientes. Do que precisamos, então? Estudos intervencionais controlados e randomizados!!! Vamos a eles, pois…

Um trabalho razoavelmente antigo comparou a eficácia de um programa de exercícios aeróbios em grupo (3x/semana) com o regime medicamentoso padrão no tratamento de depressão severa em indivíduos idosos. O estudo teve duração de 4 meses e os resultados foram bastante promissores. Ambos os grupos tiveram os seus escores de depressão reduzidos à níveis normais, sugerindo que o exercício poderia ser utilizado como uma forma de terapia alternativa às drogas comumente utilizadas no tratamento da depressão. Os próprios autores reconhecem, no entanto, que o simples fato do exercício ter sido administrado em grupo possa ser um fator de confusão, sendo a interação social entre os participantes a possível causa da diminuição da depressão.

Ok! Para os “non-believers”, um outro estudo, anos depois, foi além e comparou três grupos diferentes: exercício supervisionado, em grupo; exercício individual, realizado em casa sem supervisão; e terapia medicamentosa padrão. Contrapondo a limitação do estudo anterior, os autores encontraram efeitos igualmente positivos nos três grupos, evidenciando o potente papel do exercício em si no tratamento da depressão. Ademais, é inequívoco que o exercício tem efeitos sistêmicos sobre o organismo, agindo positivamente em todos os sistemas do nosso corpo, com benefícios que variam num espectro que vai desde aqueles ligados à cognição e chega até ao controle do metabolismo da glicose, por exemplo. Isto confere à terapia com exercícios uma vantagem enorme sobre o tratamento medicamentoso, ao qual tem-se atribuído diversos efeitos adversos…além do custo financeiro deste último, que também deve ser considerado.

Resta, então, melhor formarmos os profissionais de saúde, de forma a educá-los adequadamente sobre o papel do exercício no tratamento e prevenção de diversas condições patológicas.

Matéria publicada no site Ciência Informa.


TAO PILATES INSTITUTO DE MEDICINA DO ESPORTE - TAO CURSOS

DR. JOEL STEINMAN - CRM 6447 - DIRETOR TÉCNICO


CURSOS TAO PILATES BLUMENAU

CURSOS TAO PILATES BRASÍLIA

CURSOS TAO PILATES CHAPECÓ

CURSOS TAO PILATES CURITIBA

CURSOS TAO PILATES FLORIANÓPOLIS

CURSOS TAO PILATES FOZ DO IGUAÇU

CURSOS TAO PILATES JOINVILLE

CURSOS TAO PILATES MARINGÁ

CURSOS TAO PILATES PORTO ALEGRE

CURSOS TAO PILATES SANTOS

CURSOS TAO PILATES SÃO PAULO

CURSOS TAO PILATES VITÓRIA













Todos os direitos reservados TaoPilates @2012